Minutos com história III

By Andreia Morais - junho 07, 2014


«Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação», Charles Chaplin


Já tinha saudades de ir a Arouca. Ontem voltei lá pelos melhores motivos. E no regresso a casa não podia deixar passar o quanto fiquei sem palavras por tê-lo feito. 

Há locais que nos marcam pelas pessoas que conhecemos, pela beleza inconfundível que têm ou por quem lá vai. Sem conhecer diretamente quem é natural de Arouca, fui assistir à abertura do 4º Sarau ExpressArt, organizado pelo Agrupamento de Escola deste mesmo concelho, uma vez que o grupo convidado foi os Aurora. Finalmente surgiu a oportunidade de os ver ao vivo e não a podia perder. Hoje, já com o distanciamento suficiente para pensar em tudo o que aconteceu, posso afirmar que voltava a ir. Sem pensar duas vezes.

Habituei-me a vê-los ao domingo à noite e a vê-los crescer semana após semana. Não é segredo para ninguém que fiquei fã desde o início, por tudo aquilo que eles são e acredito que ainda vêm a ser. Poder assistir a todo o talento de perto é único e indescritível. E sei que todos os elogios serão poucos para falar sobre o magnífico momento que se viveu naquele pavilhão. 

Em conversa com amigas retive uma frase que não mais esquecerei: «pior do que tu quereres ir a Arouca vê-los é mesmo os teus pais alinharem e irem contigo». Aquele «pior» não foi no sentido pejorativo, mas sei que nem todos estão dispostos a fazê-lo. Tenho sorte por ter os melhores pais do mundo, não só por isto, mas por tudo, e há alturas em que parecem mesmo piores do que eu por alinharem nestas aventuras e estarem dispostos a irem de Gaia a Arouca ver o concerto de um grupo que só conhecem por me ouvirem falar dele ou pelas músicas que lhes vou mostrando. Verdade seja dita, não foi preciso muito para os convencer e depois do jantar lá estávamos nós dentro do carro e a caminho. Chegar ao fim da atuação e ouvi-los dizer que valeu a pena porque são «miúdos» cheios de talento encheu-me as medidas. Além disso, vi-os a cantar, a aplaudir, a pedir «mais uma» e a desfrutar completamente do momento. Para mim, foi bonito de se ver. E acho que ganharam mais dois fãs - atrevo-me mesmo a dizer que a minha mãe se rendeu quando dedicaram a música «Para os braços da minha mãe» a todas as que estavam presentes.

Quem me conhece sabe que sou de lágrima fácil, mas só quando as pessoas realmente me emocionam. Ontem conseguiram pôr-me a chorar por duas vezes, porque a alma com que cantam é fascinante e ninguém fica indiferente. Vou repetir-me, uma vez mais, mas têm tudo aquilo que um artista deve ter: maturidade, capacidade de interpretar, capacidade de comover, talento, dedicação e muito amor. É mesmo incrível aquilo que conseguem fazer. A cumplicidade que se sentiu em cima daquele palco e que os acompanha desde o momento em que se juntaram. As vozes que são ainda mais bonitas ao vivo. Arrepiei-me. Fiquei de queixo caído. E questionei-me onde guardam tanta genialidade, porque conseguem sempre surpreender-nos. Imaginava que vê-los ao vivo seria assim, inesquecível, incrível, com um ambiente fantástico. Conseguiram superar todas as minhas expectativas. E se já os achava incrivelmente gigantes agora tenho a certeza de que são muito mais do que isso. Como diz a música, «mil vezes mais do que eu te sei dizer». E eles serão sempre mais do que eu sei dizer.    

Não era um concerto em nome próprio, ainda assim presentearam-nos com bastantes músicas. Com um reportório muito bem escolhido - como sempre -, do qual faziam parte os seus dois originais - que estão, na minha opinião, espetaculares -, estiveram em palco mais de uma hora. Por mim, ficava a noite toda a ouvi-los. Porque dá mesmo gosto ouvir música portuguesa cantada assim, com tanto respeito e beleza. Só tenho pena de no fim não ter conseguido estar com eles para lhes dizer o quanto foram fantásticos. Fica para uma próxima oportunidade, até porque tenho a certeza que momentos como estes são para repetir.

Não consegui gravar as músicas todas (não tive memória suficiente no cartão), mas deixo-vos os vídeos que fiz. Perdoem-me a péssima qualidade visual, os meus gritos e a minha cantoria desafinada que é possível ouvir em alguns. Fica um pouco da noite mágica de ontem, que me encheu de orgulho por sabe-los a construir um percurso consistente, com qualidade e fiéis àquilo que são.  












Alguém teve a oportunidade de ir? O que acharam? Contem-me tudo!  

  • Share:

You Might Also Like

33 comentários

  1. Nunca fui a Arouca mas adorava ir! Adorava mesmo :) Aposto que o concerto foi espectacular!

    ResponderEliminar
  2. Não tive oportunidade de ir, nem sabia que eles iam estar lá! Tal como tu também me tornei fã deles ao assistir às suas actuações no Fator X. Das músicas que publicaste ouvi apenas as originais, adorei a "levou-te de mim", pelo que deu para perceber pelos vídeos eles cantam maravilhosamente, nos dias que decorrem é raro ouvir boa música ao vivo, porque aquilo que ouvimos no youtube ou na televisão raramente corresponde à prestação que os músicos têm ao vivo. Claro que nem todos são assim, eles por exemplo não são. Adorei ouvi-los mesmo que sendo só através de vídeos.

    http://morningdreamsfree.blogspot.pt/

    Sofia Silva

    Beijos*

    ResponderEliminar
  3. EI!
    Venho agradecer a presença em minhas postagens
    e venho convida-la pra conhecer o blog de um
    escritor que ja lancei dele 4 livros.
    Se desejar passa por la e
    caso goste diga
    que é amiga leitora da Catiaho,
    http://palhacopoeta.blogspot.com.br/.
    Bjins
    e feliz sabado
    CatiahoAlc./ReflexodAlma

    ResponderEliminar
  4. E o teu blog continua simplesmente, fantástico.

    ResponderEliminar
  5. Nunca fui mas e nunca tinha ouvido falar. Tens toda a razão há locais que nos marcam mesmo e às vezes por motivos tão simples... Sei bem o que é ter pais que nos acompanham, os meus acompanham-me muito e em TUDO e às vezes parece chato mas sabemos que é muito bom e sabe bem!

    ResponderEliminar
  6. Então, parece que hoje é um dia bom :p

    ResponderEliminar
  7. Lovely post and blog! :)

    Do you want to follow each other? :)
    FantasyFashioned
    xoxo ♥

    ResponderEliminar
  8. Ainda não os vi ao vivo como tu apenas os acompanhava ao na sic ao domingo :) Mas eles têm imenso talento.

    r: também gosto de muitos outros lugares acho que era complicado escolher um sitio para viver porque há sítios que têm um beleza imensa.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Não conheço esses rapazes mas ainda bem que foi assim magnífico ^^ Eu cá deliciei-me com os velhotes Rolling Stones :P
    E obrigado por cada palavra tua, tens sido espectacular ;)

    ResponderEliminar
  10. R: Se conseguir realizar vou ficar Tão mas TÃO feliz!

    ResponderEliminar
  11. a quem o dizes, vamos ver se não tenho que começar um blog do zero s:
    ainda por cima hoje o meu blog fazia aninhos :$$$

    ResponderEliminar
  12. Eu não fui ... mas pelos vistos foi muito giro :)

    ResponderEliminar
  13. deixas-me sempre sem palavras. obrigada, por tudo <3

    ResponderEliminar
  14. Também fiquei fã deles desde o início!! O concerto deve ter sido mesmo bom :)

    ResponderEliminar
  15. Nunca tinha ouvido falar, mas deve ser mesmo muito interessante!
    Quanto a voltarmos aos sitios que mais gostamos... bem é cá uma sensação...

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  16. Fabulosos como sempre, portanto.

    ResponderEliminar
  17. Sim, exatamente :)
    Obrigada pela visita e pelo comentário. Volta sempre que quiseres*

    ResponderEliminar
  18. Sou apaixonada por essa frase de Chaplin, levo isso para o teatro :D

    Semana linda pra vc, amiga!

    Bjos

    ResponderEliminar
  19. pois, não fazia mesmo ideia!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  20. Assim espero :)
    Obrigada e igualmente *

    ResponderEliminar
  21. sim, para agora ter que começar de novo s:

    ResponderEliminar
  22. E eu que também choro e sou mega sensível .3 muito talento aí

    ResponderEliminar