À boleia do mundo #12 (Parte 3)

By Andreia Morais - agosto 12, 2015


Capítulo 12 (conclusão)
14.08.2014


Já a aproximar-se do fim, às 23h30, tivemos a oportunidade de ver as Danças Quinhentistas, onde o público era convidado a participar pelas dançarias. O encerramento aconteceu às 24h, com a arruada e o espetáculo de fogo. 

Adorei tudo! Só fico triste por não estar cá para acompanhar o resto dos dias. Isto é fantástico por si só, mas olhar para as pessoas que tornam esta festa possível e vê-las com um enorme sorriso e satisfação é realmente contagiante.
O vento veio estragar um pouco o momento, mas nem isso fez com que as pessoas fossem embora. Espero voltar. E ver todas as atividades que existem. Vale mesmo a pena!
Há dias, estava no chão uma lata de coca-cola a dizer «a tua avó». Hoje, quando pedi uma n' O Celta, entregaram-me uma lata que dizia «o teu avô». Nunca tive dúvidas de que estava bem protegida, mas agora tenho ainda mais certezas.

00h24: Terminou a festa. É hora de ir para casa.

00h34: Já em casa, vou arrumar o pouco que me falta, vestir o pijama e dormir. Amanhã estamos de regresso à nossa. E o dia começa cedo!

  • Share:

You Might Also Like

11 comentários

  1. Acho que este tipo de publicação deveria chamar-se "Queres apanhar boleia na minha pão-de-forma?" é que viajamos mesmo contigo :p

    ResponderEliminar
  2. Com estes posts podemos conhecer o mundo contigo. Obrigada. :-)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Gostei daquela coincidência das latas.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Quando se está num lugar mágico como esse,
    é preciso atentar a todos os detalhes, e você
    não deixou passar as latas, muito lindo, obrigada,
    abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderEliminar
  5. Fiquei com vontade de visitar essa feira! Deve ser mesmo gira :)

    ResponderEliminar
  6. Adorava ver o espectáculo de fogo, fico sempre fascinada come esse tipo de coisas :)

    ResponderEliminar
  7. Os espectáculos de fogo são sempre surpreendentes e ficamos quase sempre sem fôlego só de o ver.
    Que bom e viajar contigo nestes textos.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar