As minhas viagens de metro #38


«Sem um amor não vive ninguém», Miguel Esteves Cardoso


Todos somos dignos de um grande amor, por mais asneiras e besteiras que façamos na vida (e, talvez, muitas delas sejam feitas por esse vazio que nos consome). E em nenhum momento alguém terá o direito de nos dizer o contrário! Contudo, se alguma vez o tentarem fazer, ou se o fizerem mesmo, é a capacidade de ignorar que derruba os pobres de espírito. Isso e nunca desistirmos daquilo em que acreditamos. Não é o que os outros pensam de nós que nos define. O que nos define é a certeza que temos daquilo que somos.


M, 09.02.2015

Comentários

  1. Bonita frase. Às vezes torna-se complicado lutar contra a maré mas o importante é mesmo não desistir :)

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida! A capacidade de ignorar derruba os que querem conversa . se é!
    Kis:=)

    ResponderEliminar
  3. A tua última frase disse tudo! Fantástico! :)

    ResponderEliminar
  4. Sabes?
    Enquanto o medo pode ser o nosso pior inimigo, talvez o amor seja o nosso melhor amigo!

    ResponderEliminar
  5. Ao contrário do que pensam, os outros não nos conseguem definir!

    ResponderEliminar
  6. O amor...a eterna questão. Concordo que sem amor não vive ninguém, mas o ser humano é perito a boicotá-lo. Vivemos tão desejosos de encontrar o amor na sua plenitude, o amor que cada um de nós inventa, que acabamos muita vez por não saber dar por ele...

    ResponderEliminar
  7. E não tenho mais nada a acrescentar!! Nós não somos - nunca - o que os outros acham de nós. Somos tudo aquilo que quisermos ser.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário