As minhas viagens de metro #41


«Há um tempo para partir...», Tennessee Williams


Estás de partida. Disseste-o a medo, talvez para poupares o meu coração. Senti a tua voz a falhar, ainda que tentasses desvalorizar o assunto com um «é por pouco tempo». Ouvi-te sem dizer uma palavra, com medo que o meu corpo me atraiçoasse e as lágrimas começassem a rolar pelo meu rosto. A tua impaciência estava a sufocar-me. Contavas todos os pormenores de que te lembravas para evitar o silêncio constrangedor que se abateria entre nós. Não conseguia reagir, era demasiado doloroso. Enquanto falavas do destino da viagem só me apetecia dizer que o melhor lugar para ficares é em minha casa, comigo, e quase que não controlei o impulso de te dizer para não ires. Ambos sabemos que não será por pouco tempo, mas permaneci calada. E a próxima vez que tentar falar, provavelmente, será demasiado tarde.


M, 12.02.2015

You Might Also Like

14 comentários

  1. a partida nunca é fácil....

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. É incrível como nos fazes sentir com cada texto meu. Lindíssimo!

    Bom Domingo, minha querida!

    ResponderEliminar
  3. Abraço apertado <3 vamos juntas =)

    ResponderEliminar
  4. Amar por vezes é também deixar alguém partir.
    <3
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
  5. Partidas e despedidas nunca deixam de ser dolorosas....

    ResponderEliminar
  6. Não gosto mesmo nada de despedidas... mas isso é bom sinal... significa que amamos quem se vai ausentar, não é?

    ResponderEliminar
  7. Mais um belíssimo texto. Gosto de todos :).
    Também gosto dos caça sonhos.
    Bom resto de domingo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  8. As partidas são sempre difíceis

    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Partidas partem o coração...

    Ótimo domingo!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  10. É incrível a forma como me identifico com vários textos que publicas... e que dariam um belo livro ;)

    ResponderEliminar