Quebrar promessas

By Andreia Morais - abril 29, 2016


Quebramos promessas
Inquebravéis 
Com leviandade 
E o amor?
Continua
Em cacos 
Mas sem desaparecer
De nós!

  • Share:

You Might Also Like

9 comentários

  1. Quando é verdadeiro, o amor vai resistindo a tudo...
    Magnífico poema, gostei. Continua...
    Bom fim de semana, querida amiga Andreia.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Por isso é que mais vale não prometer nada, para não se quebrar. Já o amor... se for para ser, será resistindo a tudo.
    Beijinhos e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  3. As promessas e as juras estão quase tão vulgarizadas como as "amizades" do Facebook.
    Servem só para encher chouriço e traem-se à menor contrariedade. :(

    ResponderEliminar
  4. Lindo! Infelizmente, quebrar promessas é o que mais há...

    Bom fim de semana, beijinho *

    ResponderEliminar
  5. Promessas são quebradas mas o sentimento verdeiro permanece firme e sólido
    Infelizmente nem todas as promessas podem ser concluídas
    Um beijo

    ResponderEliminar
  6. eu acho que se nao somos capaz de cumprir nao deviamos prometer

    ResponderEliminar
  7. Abordaste a única forma imperdoável de quebrar promessas: pela leviandade. A força maior, o bem maior, o desconhecimento, a incerteza, todas essas e outras origens para um promessa quebrada origina perdão. Mas, a leviandade?!...
    Dizes em teu belíssimo poema que o amor continua aos cacos. Caco de amor é amoraco, amorzinho, amorelo (amor em farelo), amortade (amor à metade)?...
    Como o amor tudo sofre, tudo crê, tudo suporta, tudo espera, penso que ele resistirá à quebra de promessas... Contudo, amor não é tudo dentro de nós. O amor pode não acabar, mas se a confiança acaba, confiança não pode ser coberta por amor. Uma vez quebrada, ela só se restaura em novos testes de confiança. E, neste caso, continuar é difícil.
    Aí, vem a separação muitas vezes. Ainda que, como disseste brilhantemente, o amor permaneça com seus 'pedaços'...
    Abraçosssssssssssssss

    ResponderEliminar
  8. O amor é difícil de quebrar. É preciso muito tempo para que ele fique em pedaços tão pequenos que se tornem difíceis de voltar a apanhar.

    ResponderEliminar