Douro-memória

By Andreia Morais - janeiro 28, 2017

Imagem retirada daqui

«A memória é a consciência inserida no tempo», Fernando Pessoa



Foi nelas e neles que o amor se abateu 
Um coração que se perdeu 
Por entre as vinhas tristes e saborosas do Douro. 

Foi um relógio, 
Um tiquetaque desconcertado, 
Que levou as mágoas e as lágrimas dos demais.

Silenciou-se o choro com um Porto forte e sombrio, 
Soltou-se a gargalhada 
Pelo efeito secundário do cálice meio vazio 
Ainda sobre a mesa. 

Calam-se as vozes da noite, 
Param os passos do medo, 
Ouve-se o silêncio 
Quebrado pelos sopros violentos do vento 
Que paira por trás das montanhas 
Do pico mais alto da serra.

Foi delas e deles que se arrancou a história da gente, 
Os testemunhos das descobertas, 
Calados por um porto 
Agora todo ele composto pelas lágrimas 
Derramadas de sangue 
Dos que já foram... 
Por amor.

Agora ouve-se o fado 
Como súplica transmitida pela voz, 
E depois manda-se calá-lo 
Calando a história de quem fica. 

Foram deles e delas a bravura da história 
E os segredos escondem-se 
Muito para além das vinhas abandonadas do Douro. 

Ouve-se o fado, 
Cala-se o coração de quem rompeu os medos 
Que o vento trazia na noite. 

É o toque acelerado 
Do relógio da parede da sala, 
É o tempo que passa 
E... calam o fado
Calam a voz de cada um de nós 
Mas não calam a bravura 
Dos que agora choram 
As lágrimas que caem
Num Douro-memória
De transparência
Infinita.

  • Share:

You Might Also Like

16 comentários

  1. As paisagens do Douro são as mais lindas do país (não fosse eu do Porto) ehehe

    Beijinhos
    Ricardo
    www.opinguimsemasas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Falta-me de amor...Estamos em sintonia!
    Kis:=}

    ResponderEliminar
  3. Fico sempre encantada com as paisagens do Douro.

    ResponderEliminar
  4. Texto incrível! Amei!!!!! ;)

    Beijinhos :*

    ResponderEliminar
  5. ai meu deus... que dor de coração ao ver essa imagem...

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  6. Tu és arte. Pura arte! Obrigada Andreia por nos deixares ler aquilo que o teu coração sente :)

    ResponderEliminar
  7. Ao ler este poema, questiono-me se o filósofo inspirador de Jorge Jesus estaria certo, quando disse que "uma imagem vale mais do que mil palavras".
    Acho que aqui se complementam. :)

    ResponderEliminar
  8. O Douro é lindo !! Adorei a poesia ;D

    www.culturadeescape.blogspot.pt/

    Become part of Cultura de Escape World:
    Facebook PageBloglovin'Blogs de PortugalGoogle +InstagramPinterest

    ResponderEliminar
  9. Adoro! Tens tanto jeito, continua!
    with love, KATE ❤

    ResponderEliminar
  10. Tenho a sorte de ver essa paisagem todos os dias e é das melhores coisas do mundo :)
    http://bloguedacatia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. O Douro é lindo :)

    Gostei do blog, vou seguir :)

    Live, Love, Laugh

    ResponderEliminar
  12. Tão mas tão bom, adoro o Douro e este texto assenta-lhe que nem uma luva.
    Está incrivelmente bem escrito :) Parabéns!

    Beijinhos *

    ResponderEliminar